Buscar: Newsletter:

Golpe

Hipocrisia: cinco governadores do PSDB cometeram pedaladas fiscais

DO BAHIA TODO DIA 08/06/2016 | 20h45

A hipocrisia do PSDB é uma das facetas mais peculiares do golpe em curso contra Dilma Rousseff. O partido é o campeão de pedaladas fiscais até o ano de 2014. Seus governadores, todos eles, cometeram, nos estados onde governam (ou governaram), o que eles chamam de crime. 

Por abertura de créditos adicionais nas contabilidades, um dos "crimes" que eles acusam Dilma de ter cometido, poderiam ter sofrido impeachment os governadores tucanos Beto Richa (PR), Siqueira Campos (TO) e Antonio Anastasia (MG). Já pelo segundo "crime" do qual acusam a presidenta, poderiam ter sido cassados Marconi Perillo (GO) e, novamente, Anastasia (MG).

Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin pedalou em R$ 332,73 milhões com recursos do Metrô — como revelou em abril o jornal Valor —, ao deixar de repassar para a companhia estatal os valores correspondentes à compensação tarifária, entre 2011 e 2014.

O mais cínico dos governadores tucanos é o senador Antonio Anastasia, que quando governou Minas Gerais cometeu 55 pedaladas fiscais. Relator do processo de impeachment de Dilma Rousseff no Senado Federal, ele teve as contas aprovadas pelo Tribunal de Contas de Minas Gerais apesar de irregularidades cometidas nos exercícios de 2013 e 2014, que alcançaram um montante R$ 15,51 bilhões. O Ministério Público de MG pediu à justiça a condenação de Anastasia por desviar dinheiro da Saúde para outras áreas do estado.



Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2014 | Todos os direitos reservados.